“De jovem para jovem”: Gustavo Fronza – Viagem técnica para a Argentina

“De jovem para jovem”: Gustavo Fronza – Viagem técnica para a Argentina

Na AMF são incentivadas viagens técnicas, também aquelas internacionais. Muitos alunos AMF já viajam para o exterior. O incentivo às viagens internacionais está relacionadoaos 5 pilares de formação da AMF, um dos pilares é especificamente “Internacionalidade”. Muitos que vêm para nossa instituição pensam em fazer intercâmbio ou viagens internacionais, por isso separamos alguns depoimentos de viagens internacionais.

Gustavo Fronza é natural da cidade de Cachoeira do Sul, tem 24 anos, é graduando do Bacharelado em Ontopsicologia e está no 6º módulo.

“Logo depois de realizar o intercâmbio para a Itália tive a oportunidade de fazer uma visita técnica, por intermédio da AMF, para a Argentina, mais precisamente em Buenos Aires. Apesar de estar relativamente próximo da capital do país vizinho, nunca havia pensado em conhecer a cidade, sua cultura, então agradeço à faculdade por ter me proporcionado essa experiência.

O intuito foi de conhecer algumas empresas locais e alguns pontos turísticos da região. O mais interessante foi a palestra de uma empresária brasileira que desenvolvia um projeto inovador reconhecido internacionalmente no ramo de alta moda no formato itinerante. Conhecemos a grande estrutura do Puerto Madero e as empresas instaladas no local, a Casa Rosada, palácio secular onde fica a Presidência da Argentina, Bairro La Boca, Caminito, La Bombonera, o Obelisco, Catedral Metropolitana e até fomos em um espetáculo de Tango.

Me surpreendeu como existe influência europeia na arquitetura portenha. Os traços mais trabalhados e detalhados logo lembram claramente uma cidade italiana, por exemplo. Essas construções contrastam com enormes prédios contemporâneos, construídos grande parte a partir da renovação urbano iniciada em 1990 no Puerto Madero.

Enfim, por mais que seja um local próximo, toda vivência fora do nosso local de conforto nos traz uma visão diferente de mundo, o que nos faz crescer e incentiva na busca por coisas novas e qualificadas. Por isso, indico que vale muito a pena se organizar para visitar e apreciar o que Buenos Aires tem a oferecer!”

  • sábado, 19 de janeiro de 2019
Porque é importante ter um hobby

Porque é importante ter um hobby

Hobby é uma palavra inglesa que significa “passatempo”. É algo que você gosta de fazer, mas que não é profissão e nem estudos. É algo que você gosta de fazer quando tem tempo livre, se sente bem fazendo, relaxa. Para todos aqueles que têm um dia corrido, é muito importante ter um hobby, é o momento do dia em que você pode relaxar um pouco, se livrar do estresse para, posteriormente, seguir rendendo mais no que estava fazendo, seja no estudo, no trabalho ou em qualquer outra atividade que compõe a sua vida cotidiana.

Um hobby pode ser a leitura de um livro, praticar um esporte, passear com o animal de estimação, fazer ioga, enfim, qualquer coisa que lhe dê prazer e diminua o estresse. É importante ter um hobby para que você possa cuidar também da sua saúde mental. Por vezes a rotina acaba se tornando monótona, cansativa. Então começamos a acreditar que a vida é pesada, é triste. Ter um hobby diário é um momento para voltar a si mesmo, esquecer todo o resto que você faz ou precisa ser feito.

Separe um tempo do seu dia, 15 minutos ou um pouco mais, para uma atividade que goste de fazer, e que relaxe. Pode ser a leitura de um livro no intervalo do almoço, ou preparar a própria refeição em algum horário do dia. Deve ser algo que não ocupe um grande espaço de tempo do dia, mas que sirva para você se reconectar consigo mesmo, se centrar, o ponto de equilíbrio para que as atividades fluam da melhor forma possível. Quando estiver praticando o hobby, tente esquecer de todo o resto, apenas relaxe.

Não são minutos jogados fora, são minutos investidos em si mesmo, e que resultarão em melhores resultados para o resto do dia. Pequenos gestos podem mudar muito como levamos a vida. Diversas são as doenças causadas pelo estresse, e são muito frequentes. Cuidar de si mesmo é algo essencial, pois você é o seu bem mais precioso.

Nem sempre trabalhar ou estudar vinte horas por dia significa entregar melhores resultados. Por vezes o trabalho feito por alguém que está de bem consigo mesmo, e que trabalhou menos horas no dia, é melhor do que o entregue por alguém que trabalhou vinte horas, mas estava exausto, estressado.

Um hobby não é um tempo desperdiçado, é um tempo investido em si mesmo e nos resultados que você entrega nas atividades do cotidiano. As pessoas que vivem uma rotina cansativa, monótona, tendem a ver a vida do mesmo modo. Já aquelas pessoas que tiram um tempo para si mesmas, para relaxar, rendem mais e enxergam a vida com outros olhos.

Experimente encaixar quinze ou trinta minutos do seu dia para um hobby, para uma atividade que lhe dê prazer. Enquanto estiver praticando a atividade tente não pensar em todas as outras atividades que precisam ser feitas durante o dia. Apenas curta o momento e aproveite a sensação. Depois perceba que seu dia será mais leve, melhor, menos estressante. 

  • quinta-feira, 17 de janeiro de 2019
Estude em uma faculdade com a infraestrutura que seu futuro merece!

Estude em uma faculdade com a infraestrutura que seu futuro merece!

Na AMF, o nosso objetivo e compromisso é de formar um ótimo técnico, com capacidade de atuação distinta no mercado de trabalho e mentalidade vencedora, mas não apenas isso: aqui, nos pautamos fortemente no desenvolvimento da pessoa!

 

 

Para que a nossa proposta de formação possa ser alcançada, um ponto muito relevante é a coerência entre o espaço e esse ideal. Justamente por isso a AMF possui infraestrutura completa, moderna e de ponta – com laboratórios, ginásio poliesportivo, espaços amplos e salas de aula bem equipadas – e, além disso, está localizada no Centro Internacional de Arte e Cultura Humanista Recanto Maestro, um local que tem na formação de pessoas a sua excelência.

 


O Recanto Maestro é um belo exemplo de urbanismo integrado com a natureza, e isso o constitui como um grande centro de ensino e convivialidade. Aqui estão localizados os três prédios da AMF, com salas de aulas de primeiro mundo, excelentes espaços de convívio, auditórios amplos e modernos, biblioteca panorâmica, laboratórios com os mais novos e avançados equipamentos de estudo, Centro Esportivo referência no estado do Rio Grande do Sul em infraestrutura, além de mais de 40 empresas sediadas no Recanto Maestro oferencendo oportunidades únicas de desenvolvimento profissional prático ao aluno AMF. 

Aliado a toda essa infraestrutura de excelência para o ensino do aluno, temos uma magnífica Casa do Estudante, equipada com tudo aquilo que é necessário para viver, conviver e se desenvolver! Hoje são duas casas – uma masculina e uma feminina – cada uma com 27 quartos duplos. Os quartos e os espaços comuns já são mobiliados, e a estrutura é nova, moderna e bem conservada. Os prédios têm aquecimento por energia solar, contam com cozinha comunitária já equipada com os itens necessários para que os alunos possam cozinhar e com duas máquinas de lavar roupas, também disponíveis para os moradores. A Casa do Estudante da AMF é, antes de tudo, uma iniciativa pedagógica, que reforça aquilo que é proposta na nossa instituição enquanto proposta pedagógica e ideal de formação. A diversidade cultural dos moradores também permite um mundo de aprendizagem e interação de valor, com jovens que reforçam uns nos outros o desejo de crescer e de se desenvolver. Para morar nesse local privilegiado o aluno paga o singelo valor de R$155,00, já com água, energia, internet, gás e toda a estrutura.
 


Aqui na AMF estamos preparados para transformar o seu potencial em AÇÃO!

  • quarta-feira, 16 de janeiro de 2019
“De jovem para jovem”: Monique Hentges – Intercâmbio para a Itália

“De jovem para jovem”: Monique Hentges – Intercâmbio para a Itália

Realizar um intercâmbio é o sonho de muitos jovens. É uma experiência que agrega muito em um currículo e no crescimento pessoal de um estudante. Diversas são as vantagens de quem faz um intercâmbio: contato com outra cultura, mais responsabilidade, expansão da visão de mundo, entre tantos outros.

Há uma frase que diz “aquele que sai para viajar, nunca mais volta”, pois quem volta é uma nova pessoa, mais responsável, com mais energia, mais sonhos. Cada pessoa volta de um modo diferente, porém todas crescem.

Monique Hentges é da cidade de São Sepé, tem 20 anos, é graduanda de Bacharelado em Direito, está no 6º semestre. Ela está realizando 6 meses de intercâmbio na Universitàdegli Studi di Torino na Itália.

 

“Ciao!

Este breve relato é para você que sonha com um intercâmbio e deseja saber como eu estou estudando na Itália.

Como tudo começou...

Tudo começou numa sexta-feira do mês de junho, na disciplina de Personalidade Empresarial, lecionada pela Professora Patrícia Wazlawick. Nesta noite, como de costume, a Professora instigou nossa turma a estudar na Universittàdegli Studi di Torino na Itália, uma vez que a Antonio Meneghetti Faculdade havia acabado de fechar um convênio com a Universidade.

Depois de o desafio ter sido lançado e a proposta ter sido aceita, tivemos que organizar toda nossa viagem, bem como toda a burocracia que se exige para morar e estudar em um país da União Europeia. Foi realmente muito exaustivo organizar nossa vinda. Várias noites sem dormir, várias contas que não fechavam, documentos que estavam faltando...

“ Todos os seus sonhos estão a um passo da sua zona de conforto”

Eu lia esta frase todos os dias e pensava: vamos conseguir, vai dar certo!

Por Deus, destino, sorte, ou no que você acreditar, deu certo! Nosso visto teve um tempo recorde de UM dia para estar pronto graças ao eficiente e querido Giuseppe, funcionário do Consulado Italiano em Porto Alegre/RS.

Se você sonha em vir para a Itália também e estudar na magnífica Universitàdegli Studi di Torino, é importante que você saiba o nível intermediário de italiano. As aulas podem ser tanto em inglês como em italiano, mas, como você vai estar na Itália, é essencial que você saiba falar a língua local.”

Se lhe bateu a curiosidade, sugiro que visite a página da Universidade(https://www.unito.it/).

Desde já, é importante que você saiba que tudo é possível quando você acredita no seu sonho e faz dele seu objetivo.

P.S.: Estarei disponível para responder eventuais dúvidas.

P.P.S.: Preciso aproveitar esse espaço para dizer que estou com muitas saudades das aulas dos professores da Antonio Meneghetti Faculdade e de toda minha turma.

Arrivederti!”

  • terça-feira, 15 de janeiro de 2019
Razões para aprender um novo idioma

Razões para aprender um novo idioma

Cada vez mais o mundo do trabalho está mais concorrido, mais exigente, procurando profissionais mais qualificados para cada trabalho. Para seguir na carreira que deseja, e poder escolher onde trabalhar, o currículo deve conter atrativos para quem está contratando. Não apenas uma graduação, mas ser fluente em outro idioma é algo que conta muito na escolha de um profissional para a empresa.

Também para aqueles que sonham em fazer um intercâmbio, viajar o mundo, fazer uma viagem de estudos, precisam aprender outros idiomas para conseguir se comunicar no exterior. Diversos são os vídeos online que ensinam outro idioma, são gratuitos e você pode começar por lá.

Primeiro deve escolher o idioma que pretende aprender, deve ter claro que aprender outra língua não é extremamente simples ou fácil, mas é interessante conhecer mais sobre outra cultura, e se torna divertido aprender quando se erra tentando acertar, depois se torna recompensador quando compreende algo em outro idioma.

Diversos são os benefícios para quem sabe outro idioma, não apenas no mundo do trabalho, se desafiar, estudar, dedicar-se a si mesmo é algo bom, aumenta a auto-estima e nos deixa mais feliz. Com todo o tempo livre que dispõe nas férias, porque não começa a estudar? Os vídeos online podem ajudar a começar, troque de vídeos, tente aprender com nativos do país, assista séries legendadas, escute músicas na língua que está aprendendo, desafie-se.

Quando se conhece outro idioma as oportunidades aumentam, você pode ler e estudar documentos em outra língua, participar de eventos em outros países! Aprender um novo idioma é um ótimo exercício para o cérebro, pois estimula a memória.

A AMF possui o “Núcleo de Idiomas”, onde oferece curso de três diferentes idiomas: Inglês, Italiano, e Espanhol. Entendemos a importância de saber outro idioma, por isso nossos alunos são incentivados a aprenderem. Você pode matricular-se para aprender um novo idioma na Central de Relacionamento, mediante solicitação de matrícula. As aulas ocorrem fora do horário de aulas de graduação, e tem um preço muito singelo em comparação com outros cursos de idiomas. Todos os professores são fluentes e têm alguma formação no exterior.

Não deixe para amanhã, ser AMF é ser global!

  • domingo, 13 de janeiro de 2019
Ler é importante

Ler é importante

Em um mundo cheio de tecnologia os livros físicos ficaram de lado, e tudo se tornou digital: livros, revistas, jornais. Entretanto isso não é desculpa para não ler, afinal tudo está ali, a um clique de distância, a um toque. Algumas pessoas afirmam que não gostam de ler, outras simplesmente não possuem o hábito. O objetivo desse blog é fazer com que você entenda um pouquinho da importância de ler. Através da leitura desenvolvemos algumas capacidades como, imaginação, raciocínio, senso crítico, melhora a memória, além de nos trazer mais conhecimento (através da leitura ampliamos nosso campo de conhecimento sobre assuntos variados).

Informar-se: Pelos jornais você fica informado do que acontece pelo mundo, o que, hoje em dia, é indispensável para compreender melhor as diversas situações, adquirir algum conhecimento do mundo que nos circunda e poder qualificar as próprias conversas e argumentos.

Relaxar: Na leitura de um bom livro de literatura você relaxa, exercita a imaginação e ainda consegue ver as coisas por um ângulo um pouco diferente. Sem contar que podemos conhecer alguns lugares diferentes por meio da leitura. Não se compara a conhecer o lugar pessoalmente, mas já é um começo.

Cultura: Conhecemos um pouco de outra cultura, seus hábitos, costumes, e porque agem de determinado modo. Assim conseguimos lidar melhor com pessoas diferente de nós.

Estudo: Lendo colhemos a informação que está ali, nos jornais, revistas, livros, não a informação que uma outra pessoa leu e entendeu do assunto. É um aprendizado direto da fonte. Por meio da leitura conhecemos pensamentos e teorias diversas, outros modos de ver o mundo também.

Vocabulário: Lendo podemos aumentar as palavras conhecidas e falar melhor, com palavras diferentes e empregadas de modo correto. Consequentemente também começamos a escrever melhor.

Raciocínio: O raciocínio se torna mais rápido, ampliando a capacidade de compreensão de textos e o próprio poder de síntese, seja na hora de ler ou no momento de elaborar um pensamento, uma fala ou um texto próprio.

Depois de todos esses motivos, você deve estar se perguntando, “entendi, estou convencido, mas e agora, como adquiro o hábito da leitura?”. Comece escolhendo um assunto que você goste, pode ser moda, esporte, filmes, ou mesmo literatura. Pode começar por reportagens curtas na internet, não precisa se jogar em um livro enorme de primeira. Depois de escolhido o tema, reserve um tempo diário para a leitura, pode ser antes de dormir, onde pode melhorar sua qualidade de sono, sem contar que enquanto dorme ajuda a fixar o que foi lido. Pode começar com 15 minutos diários, lendo algo que escolheu, faça todos os dias. No início pode ser um desafio, mas logo você se acostuma e por fim se torna um hábito.

  • sexta-feira, 11 de janeiro de 2019
“De jovem para jovem”: Daiane Rieder – O que uma viagem internacional me agrega

“De jovem para jovem”: Daiane Rieder – O que uma viagem internacional me agrega

É de conhecimento de todos que existem intercâmbios e viagens pedagógicas, e que AMF sempre incentiva tais viagens, devido aos 5 pilares de formação integral, onde um é especificamente “internacionalidade”. Mas, o que uma viagem pode me agregar? A maioria dos jovens tem o desejo de viajar, ou mesmo de fazer uma parte de sua graduação no exterior, mas alguns não pensam nas vantagens que uma viagem assim pode oferecer. É disso que o depoimento da nossa aluna Daiane Rieder vai tratar.

A acadêmica Daiane Rieder é natural da cidade de Santa Maria, tem 18 anos e é graduanda dos cursos de Bacharelado em Direito e Bacharelado em Ontopsicologia. Ela está realizando um período de sua graduação no exterior, na Università degli Studi di Torino, situada na região de Piemonte, no norte da Itália.

 

“Vivenciar uma experiência de estudos no exterior é sinônimo de ir ao encontro de uma formação integral e, decerto, esta vivência acompanhará o jovem como uma grande passagem de valor em sua vida, para sempre. A oportunidade de criar esta ‘bagagem de conhecimentos’ não somente lhe oportunizará uma consequente complementação curricular, o belo aprendizado de uma língua estrangeira e a compreensão de uma realidade diversa, mas, também, lhe fará perceber o quão grande ele é, quão grande é a sua capacidade e quão belas serão as suas lembranças. É interessante pensar que o olhar para trás surpreende, mas o olhar para o futuro, para as oportunidades que surgirão, mais ainda! As consequências após o retorno serão para além de satisfatórias, pois o momento do retorno é apenas o início de outra grande jornada. O jovem retorna apto a compartilhar uma vivência diferenciada e esse compartilhar abrange conhecimentos, contínuas trocas de valores e um consequente incentivo para que outros jovens e adultos também façam a escolha de conhecer um novo mundo, diferentes modos de ser e fazer. O aprendizado é uma ‘bagagem de conhecimentos’ que ninguém nunca poderá tirar de você, pois você é o único dono. Portanto, poderá, cada vez mais, aumentar as suas proporções.”

  • quarta-feira, 9 de janeiro de 2019
A importância da organização do espaço

A importância da organização do espaço

A organização do espaço em que a pessoa fica algumas horas por dia às vezes é algo que fica em segundo plano para alguns jovens. Se alguma coisa está desarrumada, é deixada no mesmo lugar, pois “pra quê guardar se logo vou usar?”, “depois eu arrumo”, entre outras frases são ditas, ou mesmo pensada por esses jovens. Então ele se acostuma a estar no meio da bagunça, da desorganização, da sujeira.

O ambiente reflete quem somos. Também, se chegamos em um lugar que tem um cheiro muito forte, bom ou ruim, no início achamos forte, aos poucos enquanto estamos naquele local, vamos pouco a pouco nos acostumando com aquele cheiro, até quase não o perceber mais. Isso também acontece quando estamos em um ambiente desorganizado e sujo, percebemos no inicio que está daquele modo, depois nos acostumamos a estar no meio da bagunça e sujeira. No passar do tempo, aquilo se torna algo seu, viver daquele modo, nos acostumamos ao ambiente.

Se pararmos para analisarmos, quando chegamos em um lugar sujo, com mal cheiro, escuro, desorganizado, nos sentimos incomodados, depois aceitamos a situação e nos acostumamos. Mas se chegarmos em um lugar limpo, organizado, claro, com flores, nos sentimos imediatamente bem. Se estivermos em um lugar desorganizado, não nos sentimos bem, algumas pessoas nem percebem que não estão se sentindo confortáveis, e depois isso influência em tudo no seu dia, no trabalho, estudo, relações com outras pessoas, etc.

Devemos ter certo cuidado com nós mesmos, a felicidade própria é responsabilidade apenas do indivíduo. Se ele não se ajuda a sentir-se melhor, como espera que tudo dê certo, que ele não fique triste, que se sinta bem? A felicidade não vem do externo, e se ficarmos esperando que outros nos tragam, estamos perdidos.

Todos querem se sentir bem consigo mesmo, encontrar a tão procurada paz, ou a felicidade, mas esquecemos de pequenos gestos que fazem toda a diferença, como a organização do próprio espaço. Faça um experimento: entre em um lugar todo limpo e organizado, com um cheiro bom, flores em um vaso, um lugar calmo e claro, e perceba como se sente. Depois entre em um lugar totalmente oposto ao primeiro, sujo, escuro, com mal cheiro, e perceba novamente como se sente. Não se acostume a estar na desordem, na sujeira.

Não só durante o período de férias, mas sempre, devemos cuidar de quem somos, cuidar de nós mesmos, do nosso espaço, do nosso corpo, para evitar tristezas e incômodos. Podemos começar com tais cuidados no tempo livre das férias, onde possuímos mais tempo para planejar, estruturar a experimentar cuidar de nós. Depois continue cuidando de si, e torne isso um hábito. Comece hoje, não deixe para amanhã.

  • segunda-feira, 7 de janeiro de 2019
O tempo livre das férias

O tempo livre das férias

O período de férias é uma época muito esperada no ano. É utilizado pela grande maioria das pessoas para descansar, mas um dia de belo descanso é suficiente para que nosso corpo se recupere de um semestre corrido de atividades. Depois, o que podemos fazer com todo o resto do tempo livre que nos sobra? Podemos fazer diversas coisas, como aprender algo que não sabemos, ou conhecer um lugar novo, o que é importante.

No período de férias aproveitamos para colocar tudo em ordem no tempo livre, casa, estudos, projetos. Mas depois que terminamos o que estava atrasado, ainda sobre tempo, e por vezes não sabemos o que fazer com esse tempo, ficamos com tédio. Nesse momento procurarmos algo para nos distrair, e ai é que se encontra o “perigo”. Quando buscamos algum programa de TV, por exemplo, para nos distrair, colocamos o tempo fora, e não investimos esse tempo em nós mesmos. Por fim apenas desperdiçamos um precioso tempo que poderíamos estar investindo em algo de crescimento. Quando fazemos isso, fugimos da responsabilidade conosco, deixamos nossos projetos para depois, é mais fácil ficar no sofá, distraindo-se com programas de TV, jogos, etc., do que estar trabalhando quem somos, é mais cômodo.

Diversas são as atividades que podemos investir nosso tempo livre e que trarão crescimento pessoal. Começamos por aprimorar seus pontos fracos, adquirir novos hábitos. Talvez exista algo que você ainda não sabe fazer, mas gostaria de aprender, como cozinhar, falar um novo idioma, ter o hábito da leitura, praticar esporte, estudar um assunto diferente, entre tantas outras coisas que podem ser feitas.

As férias são um tempo no qual você pode procurar descobrir quem você é. Experimentando coisas novas, se observando, saindo do hábito, você consegue ver tudo de outro modo, descobrir que você pode ser uma outra pessoa, melhor. Vai descobrir que talvez o que não gostava antes, não gostava por nunca tinha experimentado, que as velhas músicas já não te satisfazem mais, que você quer mudar os planos, quer mudar o rumo da vida, começar um projeto novo. O tempo livre que existe pode ser investido para tudo isso, aproveite!

Se você sabe quem quer ser no futuro, o tempo livre das férias é um bom momento para investir nisso, investir em si mesmo. Se ainda não sabe o que deseja ser, as férias podem ser uma boa oportunidade para aventurar-se e aprender coisas novas, descobrir o que gosta de fazer. O importante é que não perca tempo, não desperdiçar. Invista em você! Sabemos que só alcança seus objetivos quem trabalha para isso. Então, porque insistimos em desperdiçar o que passamos as vezes um ano inteiro construindo para nós?

Pensando nisso, no período de férias preparamos uma série de blogs do que você pode fazer com o tempo livre, o que pode aprender nas férias. Talvez algum lhe ajude a investir um pouco do seu tempo em você mesmo.

  • sábado, 5 de janeiro de 2019
“De jovem para jovem”: Edelmiro Pereira – Como conheci a AMF e minha primeira viagem de estudos

“De jovem para jovem”: Edelmiro Pereira – Como conheci a AMF e minha primeira viagem de estudos

Iniciar uma nova faculdade pode ser um momento de dúvidas, sobretudo para aqueles que estão saindo do Ensino Médio e ingressando em uma nova vida, a vida acadêmica. Foi pensando nisso que separamos alguns depoimentos de alunos contando um pouco sobre a sua vida acadêmica aqui na AMF. No decorrer das semanas postaremos alguns depoimentos de alunos, contando um pouco da sua experiência. Esses blogs serão denominados “De jovem para jovem”.

Edelmiro Pereira é natural da cidade de Tupanciretã, tem 22 anos, é graduando do Bacharelado em Administração, está no 3º semestre do curso. Em seu depoimento ele vai nos contar um pouco de como conheceu a AMF e como foi sua primeira viagem de estudos:

“Tudo começou com meu primo Ederson. Eu perguntava ‘onde você estuda?’ e ele falava ‘na AMF’, e eu me perguntava, ‘mas onde fica a AMF?’, fui para o Google e lá estava a Antonio Meneghetti Faculdade, pensei comigo, ‘mas eu vou ir pra essa faculdade também’.  Foi meu primeiro passo sozinho, longe de casa. Não conhecia nada, larguei o meu melhor trabalho e fui em busca de ‘um mundo novo’ (que era frase da Campanha do Vestibular quando entrei na faculdade). Estava indo realmente em busca do novo mundo, e aqui encontrei o que nunca tinha visto.

Comecei o primeiro semestre de Administração, comecei a conhecer algumas pessoas, meio tímido ainda, não tinha amigos, estava praticamente sozinho na casa do estudante. Foi difícil o começo: para mim, que sempre sou cheio de amigos de onde venho e tenho um convívio social ótimo, estar sozinho era um desafio. Começando as aulas FOIL, que instiga mudanças positivas, e nessa busca por mudanças surge um convite de outra turma de ADM, uma viagem para São Paulo, pensei comigo ‘nossa, São Paulo, o mais longe que já fui foi em Florianópolis’ e naquelas poucas, mas intensas aulas FOIL, eu pensei para mim mesmo ‘eu vou, não sei como, mas eu vou’. Com um "empurrãozinho" do Professor Eloy (professor e coordenador do curso de Administração) me organizei no trabalho para ganhar mais naquele mês, me organizei com meu pai, parcelei ao máximo e fui. Só foi cair a ficha mesmo quando entrei no avião, minha primeira vez em um avião, eu tremia, de medo e felicidade, mas a felicidade era mais forte, olhar lá de cima miniaturas, cidade de milhões de habitantes... Era a tão falada nas mídias ‘São Paulo’, eu estava lá, e com uma programação intensa de aprendizado.

No primeiro dia já fui impactado pela imensidão e grandeza de um evento de marketing digital e vendas: o RD on the Road, grandes palestras de quem sabia fazer, de quem tem grandes empresas. O maior deles era o Diretor do Tinder na América Latina. Um evento grandioso, conhecemos a Mercedes-Benz do Brasil, toda sua linha de montagem, passo a passo, eu fiquei me perguntando ‘como uma empresa desse tamanho consegue ser tão organizada?’, logo, eu mesmo já me respondi ‘pessoas qualificadas lá dentro, pessoas eficientes e capacitadas’. Uma imensa Mercedes, uma Imensa Cacau Show, a maior fábrica de chocolates do Brasil, já me saltou a veia de empreendedorismo e mil ideias na cabeça. Visitamos a Leonardi (fábrica de pré-fabricados), toda a linha de preparação e fabricação gigantes. Fomos na Magazine Luiza e que energia boa que tem naquele local, todos alegres, nunca tinha entrado em uma loja magazine, mas aquela era a sede. Conheci a grande ABC paulista no trajeto, conheci algumas cidades em volta, a famosa Praça da Liberdade, contato com pessoas de outra nacionalidade. Uma das experiências foi ir no mercado público, comer o famoso pão com mortadela.

Conheci pessoas que vi na televisão, como Miguel Falabella, Marco Luque, com o famoso "Serumaninho", tudo de uma vez só no teatro. Visitamos grandes centros e locais turísticos de São Paulo. Um tour gigante, com colegas com o mesmo escopo, isso deixou a viagem profissional e alegre, eu às vezes pensava, ‘mas nem acredito que estou em São Paulo, nossa, já no primeiro semestre, mas que baita experiência’. Minha mente se expandiu mais um pouquinho. Foi gigante de conhecimento na prática.

 Agradeço aos professores, aos colegas que estavam à frente da organização. Foi Incrível!

Gratidão.”

  • quinta-feira, 3 de janeiro de 2019
365 novas oportunidades

365 novas oportunidades

Para algumas pessoas, um novo ano traz 365 novas oportunidades. Novas chances de fazer o que deseja, novas oportunidades de correr atrás de seus sonhos e alcançá-los. Cada dia é um novo recomeço, uma folha em branco esperando para ser preenchida, preferencialmente com coisas boas, e melhor ainda com aquilo que você conseguiu conquistar. Cada novo dia é uma nova oportunidade que você tem de fazer as coisas de modo diferente, de não se conformar com o que não lhe agrada, e correr atrás do que deseja.

Depois de você ter feito o seu planejamento para 2019, agora está na hora de colocar em prática as estratégias que pensou para alcançar suas metas. Serão 365 dias de trabalho. No final do percurso de 2019, você terá ganhado batalhas, falhado algumas vezes, feito diversas histórias novas para serem contadas... Mas depende de você quantas batalhas vai vencer, e o tipo de história que terá para contar depois. 2019 pode ser o seu ano, desde que você acredite nisso e trabalhe para conseguir alcançar seus objetivos.

Você precisa lutar por aquilo que almeja, dedicar-se a isso, e às vezes até abrir mão de algumas coisas, mas pense pelo lado positivo, você vai crescer, e as chances de alcançar seu sonho são muito grandes, desde que você decida isso. A decisão vem de dentro, não é sair espalhando para todos ouvirem. É algo seu, íntimo, consigo mesmo. Precisa ser sério consigo e decidir o que quer fazer da sua vida.

Deixe tudo o que aconteceu no passado, às vezes é agradável relembrar algo bom, mas não podemos ficar revivendo sempre, é necessário escrever novas histórias a cada dia. A cada instante você tem a possibilidade, e capacidade, para fazer tudo de um modo diferente, melhor. Então porque deixar para amanhã? Vamos começar o ano com o pé direito, acreditando em nós mesmos, acreditando que somos capazes, e não parar nunca de perseguir nossos sonhos.

O caminho não é simples, nem fácil, não é sombra e água fresca, mas de qualquer modo, é recompensador. Qualquer que for a estrada, e o modo que ela é trilhada, se é para seguir nossos sonhos, então vale a pena e tudo se torna realizador, cada pequeno passo.  A graça está na estrada, no caminho, no que você está construindo. Um dia você vai olhar pra trás e perceber o quanto cresceu, o quanto evoluiu. Mas para isso, precisa decidir que quer isso, e fazer algo para mudar. Sair da inércia e transformar todos os pensamentos bons em ação.

Por vezes as coisas não acontecerão como foi planejado, imprevistos surgirão, mas é aí que está a graça do jogo, pois é nos imprevistos que você cria saídas criativas! A vida não teria graça se fosse como sonhamos, bela, simples e fácil. O bom é o desafio, a caixinha de surpresas que a vida é, belíssima, imprevisível, emocionante.

Dê uma chance a você esse ano, cuide de si mesmo, foque em seu objetivo, divirta-se, aventure-se, sem medo, apenas faça, e a cada instante aprenda algo novo. Nem tudo é aprendido através da teoria contida nos livros, a vida também é uma bela escola. A cada momento podemos conhecer um pouco mais de quem somos, quais os nossos medos, nossos desejos, sonhos, potencialidades. Depois podemos investir em nós mesmos de modo certeiro, melhorando o que precisa ser melhorado e lapidando o que possuímos de melhor.

Não esqueça, são 365 novas oportunidades, e é você quem decide o que vai fazer com essas oportunidades, com cada instante vivido.

  • terça-feira, 1 de janeiro de 2019
Planeje seu sucesso de 2019

Planeje seu sucesso de 2019

“A diferença entre transformação acidental e programada é a mesma que existe entre um relâmpago e uma lâmpada. Os dois fornecem iluminação, mas um é perigoso e inconsciente, enquanto a outra é relativamente segura, tem utilidade e está disponível.” (FERGUSON, 1980)

O final de cada ano é, para muitas pessoas, momento de esperança em relação ao novo ano que se iniciará. “São 365 novas oportunidades”, algumas pessoas dizem, e todos se enchem de esperança com as coisas boas que podem acontecer. No entanto, a grande maioria dessas “coisas boas” só se realizam mediante a ação do indivíduo, se existe trabalho e esforço para alcançar. O final do ano deve ser um momento, sobretudo, de planejamento do ano que se iniciará. É o momento em que se faz um flashback do que foi o ano que está se encerrando e um planejamento estratégico para nossa vida pessoal, de estudos, da empresa, etc. Para transformar as esperanças em realidade é necessário transformar as boas intenções em ação.

Toda essa energia positiva que o final do ano traz deve ser direcionada para os próprios objetivos, de modo a impulsionar ações e alcançar resultados de valor. Gasta-se um bom tempo sonhando com o dia que teremos sucesso na carreira, no dia em os sonhos se tornarão realidade, mas se nada for feito para o alcance dos próprios objetivos, nunca se chega lá.

Para ter grandes realizações reais no ano que se inicia e alcançar o sucesso no que deseja, é necessário traçar um planejamento. Colocar no papel objetivos específicos para realizar no ano que se inicia, pode ajudar muito. Escreva as metas, o que precisa mudar, o que deseja realizar, e o que precisa ser feito para realizar. Depois posicione esse esquema em algum lugar de fácil acesso, para que o esquema faça parte do próprio cotidiano. Olhar com frequência lhe ajuda a manter o foco em seus objetivos e, sobretudo, não esquecer deles. O sucesso vem para aqueles que lutam para obtê-lo.

Por vezes nos entristecemos por não sairmos do lugar ou por não termos a vida que sonhamos, longe de alcançar nossos sonhos. Porém não compreendemos que para alcançar nossos sonhos, na maioria das vezes a estrada é longa e o trabalho é árduo. Por isso devemos começar a nos movimentar hoje! Se ficarmos adianto o compromisso com nós mesmos, sempre ficaremos no mesmo lugar. Começamos por planejar o que queremos realizar em 2019, tornando nossos objetivos concretos, montando estratégias para alcançá-los, depois partimos para a ação, com força de vontade, mantendo sempre o foco, sem desistir. Você tem tudo o que precisa para realizar seus sonhos, só depende de você.

Se 2019 chegar ao fim e você não tiver realizado tudo o que planejou, ou da forma que planejou, pelo menos olhe para trás e reflita sobre o quando você cresceu, perseguindo os seus objetivos, quantas portas se abriram, novas experiências realizadas, lembranças boas que ficaram.  Com certeza tudo vai ter valido a pena, cada pequeno sacrifício. Você pode até não ter alcançado a total realização que queria, mas já subiu alguns degraus.

Quando 2018 acabar, deixe para trás tudo o que não lhe fez bem e leve consigo todas as memórias boas, que lhe dão força e impulsionam para frente, para realizar os objetivos que você colocou em seu planejamento de 2019. Você pode chegar onde quiser, desde que acredite que você tem força para isso, porque de fato você tem, se quiser.

Próspero 2019!

  • segunda-feira, 10 de dezembro de 2018